Nesta terça-feira, dia 17, a cidade de Ibiúna acordou sem o serviço publico de ônibus, motoristas da empresa VGP única empresa responsável pelo transporte coletivo  municipal na cidade de Ibiúna entraram em greve.

Informações colhidas na prefeitura indicam que o salário do mês de setembro ainda não tinha sido pago.

Através de nota Prefeitura da Estancia Turística de Ibiúna informou que estão sendo tomadas as medidas jurídicas cabíveis por conta da paralisação do transporte público municipal. Todos os pagamentos estão em dia com esta empresa, e, no entanto a Transportadora Vargem Grande Paulista (Viação Cidade de Ibiúna) não tem pago seus funcionários no quinto dia útil de cada mês, por isso a  empresa, tem até 5 dias para responder sobre o motivo da paralisação.

greve-de-onibus paralizam-ibiuna-mais de -20-mil-pessoas-prejudicadas

Foto: Divulgação/Sindicato dos Motoristas de Osasco e Região

Funcionários aguardam desde manha na garagem da empresa uma reunião com o proprietário da empresa Sr. Flávio Furtado.

Mais de 100 motoristas estão com os braços cruzados, o que deixa uma população de mais de 20 mil pessoas sem transporte publico.

Mais de 70 ônibus estão parados na garagem que se localiza na rodovia Bunjiro Nakao no km 73,5.

greve-de-onibus paralizam-ibiuna

Mais de 100 funcionarios aguardam reunião com a direção da empresa
Foto: Divulgação/Sindicato dos Motoristas de Osasco e Região

Segundo a nota da prefeitura, a empresa Vargem Grande Paulista foi notificada para que retome as suas atividades o mais rápido possível.

Buscando dados no site G1, os motoristas receberam o aviso de que vão receber os salários até as 16h desta terça-feira. “Vamos esperar até esse horário, caso o salário não seja pago vamos continuar em greve e nesta quarta-feira não vai ter ônibus nas ruas mais uma vez”, relata Antônio Alves Filho, presidente do Sindicato dos Motoristas de Osasco e Região em entrevista ao portal.